Translate

quinta-feira, dezembro 21, 2006

"Chega a Hora"

Amigos e visitantes

Está de facto a chegar a hora do nascimento d'Aquele que veio para salvar o mundo, que veio para nos dar a Paz, o Amor incondicional, o Perdão eterno, Jesus.

Em homenagem a um poeta português Dias da Costa, que viveu muitos anos em Moçambique, desejamos hoje dedicar este poema a todos vós.

Chega a Hora
I
Nossa Senhora (que é a maior Santa
e a quem Deus, em Graça, mais levanta)
não tinha, nessa gruta, um só lugar,
no qual pudesse, enfim, se reclinar...
Foi-lhe José compor um tosco leito,
-de coração repeso, no seu peito...
Com lampião, ao alto, em luz, debrua
-o desconforto dessa gruta.
E, onde se via o extremo da Pobreza,
deu, com sua alma - ajuda à Natureza!
II
Tinha José saído... Da burrinha
a irrequieta cria, à gruta vinha:
deita-lhe feno, prende-a lá também,
para evitar ali o seu vai-vém.
Estava o Mundo, às bermas do alvoroço!
A Expectativa havia - um peso grosso!
E murmurou, então Nossa Senhora:
"Meu Deus! Aqui e agora, chega a hora!"
Foi, esta - ao mundo - a hora principal,
pois nunca a Terra teve outra igual!
Os nossos agradecimentos a sua esposa que ao publicar, postumamente, o seu livro "Vida de Jesus - Infância", partilha connosco este seu legado espólio de poemas. Bem Haja!
A todos vós uma boa preparação para o dia grande que chega.
KANIMAMBO!
(obrigada)

3 comentários:

Silvio Vasconcellos disse...

...E na noite de Natal
Antes da ceia tão esperada
Faça a pergunta fundamental:
Consegui fazer o menino sorrir
Ou deixei o ano passar igual?

Feliz Natal 2006

Sílvio Vasconcellos

kuka disse...

Festas Felizes.

José Manuel Dias disse...

FEliz Natal e bom Ano Novo.
Abraço de Portugal.