Translate

domingo, janeiro 28, 2007

A Chegada dos contentores

Amigos, Padrinhos e visitantes

Em Setembro do ano passado, nós, "Os Amigos de Inharrime" decidimos abraçar esta missão que nos parecia tão difícil, mas tão necessária, a de enviar mantimentos e bens para a Missão de Inharrime - o Centro Laura Vicuña. Não tínhamos local para armazenar os bens, não tínhamos carrinha para recolher as dádivas, tínhamos alguns braços, mas poucos e fracas disponibilidades quer de tempo, quer de dinheiro ou outros recursos. O que tínhamos em abundância era coragem, força de vontade, a certeza da necessidade que esta missão tem destas ajudas e acima de tudo muito AMOR. Decidimos alugar apenas um contentor dos pequenos e rezámos muito para que o conseguíssemos encher. Seria um desperdício enviá-lo meio cheio.

Fizemos o apelo aqui nos nosso blog, que muitos de vós tiveram a paciência de ler, de responder e até de encaminhar para os amigos e conhecidos. A pedido dos padrinhos espalhados pelo país inteiro, abrimos a conta que rápidamente começou a crescer. As dádivas apareceram de todos os lados, as ajudas para recolher, carregar e empacotar também apareceram. Com os apoios de tantos foi-nos possível encher não um mas dois contentores de 33 metros cúbicos cada.

A 21 de Novembro, partem para Moçambique, Maputo. Chegam lá em finais de Dezembro mas é só a 22 de Janeiro, curiosamente o dia em que se celebra a festa de Laura Vicuña a protectora do Centro que eles chegam ao destino. Foi Ela mesmo que os levou até lá acima a Inharrime como que a protegê-los.

E ei-los que chegam, repletos de caixas até à porta:
Este foi cheio a 11 de Novembro e o este próximo seria cheio a 18 do mesmo mês:

Do lado de lá, a azáfama da descarga foi a mesma qua a da carga do lado de cá. Vejam as fotos no nosso post de Novembro.


As mãos ajudavam no armazenamento de todos os alimentos que partiram daqui:

Uf! Parece que nunca mais acaba! Tal como a generosidade de tantos amigos em Portugal, este contentor parece que não tem fundo! Algumas caixas eram bem pesadinhas. Imaginem que delícia!
Com o que todos vós, tão amavelmente nos conseguiram enviar, vão as Irmãs Salesianas do Centro poder alimentar as crianças, as suas famílias, os jovens da Escola, que este ano chegam aos 650 aproximadamente e a população local.
Como ainda não temos o segundo bloco de aulas construído, foram improvisadas estas salas entre contentores, que agora estão a servir de armazém:
Mas não só de pão vive o homem! A mulher precisa de mais alguma coisita para se sentir bonita, atrente, diferente, enfim, Mulher. Pois, nas caixas, encontraram também colares multicolores e ouros adornos...


... roupa e tantas coisas mais. Foram as prendas dos padrinhos para os seus afilhados, material escolar e ... tanta coisa.


No final não havia cansaço, nem dores musculares, havia muita alegria, muita satisfação por conseguirmos, a são e salvo, enviar estas duas "sementes" de Amor.

Não podíamos contudo esquecer o vosso papel fundamental nesta façanha, a vossa Dádiva o vosso Amor e a vossa Generosidade.

A vós o nosso sentido

KANIMAMBO!

1 comentários:

Conceição Simões disse...

Estou muito feliz por sentir verdadeiramente o sentido da Solidariedade e do Amor.
Estou muito feliz por saber que este acto de Amor porporcionou Alegria e Felicidade a muitas crianças e suas familias.Obrigada!

Uma madrinha e um padrinho